o ano só começa depois do carnaval… ?

Já estamos em fevereiro e eu ainda nem falei como foi esse ano. E adivinhem? Semana que vem já acaba mais um bimestre e os alunos saem de “férias”!

Esse começo de ano foi meio atrapalhado, sei lá. Deve ser o inverno e a falta de sol. Lá pelo dia 21 de dezembro fez a noite mais longa do ano, o começo do inverno, e tava bem deprimente ter dias começando só depois das 8h e acabando logo às 16h! Sério, tinha dias que a gente saia da aula às 16h30 e já tava quase escuro completamente! Mas depois do dia mais curto do ano, os dias começam a lentamente ficarem mais longos e agora já percebemos que o sol anda se ponto lá pelas 17h!

Percebi que estava ficando meio irritada com tudo por nada, cada dia de trabalho tava começando a virar um fardo, e ai resolvi voltar a tomar minhas vitaminas D. Não sei se foi coincidência, mas meu humor melhorou bastante (a vitamina D está ligada aos ossos e também ao humor)!

Como parte dos meus objetivos de trabalho, comecei a trabalhar um pouco mais com o R., o único aluno residente que eu nunca tinha dado suporte sozinha. Ele é muito maior do que eu, e bastante agitado. Ele passa a maior parte do tempo no quarto ouvindo música, mas as vezes baixa o capeta nele e ele corre pela casa toda, não obedece e pra mim é muito difícil controla-lo, as vezes eu acho que ele nem me vê na frente dele! Mas estamos caminhando e aos poucos estamos fazendo algumas evoluções. Ele tem comido direito comigo, pelo menos. E tomado o mínimo de líquido. Acho que nunca vou poder ser a primeira pessoa dele em saídas (em saídas o suporte é de duas pessoas pra ele), mas já fui  segunda algumas vezes e não foi um desastre (na verdade ele se comporta muito bem nas saídas).

Esse ano também parece que as casas desistiram de escolher quem fica em cada sala e tem sido meio que uma roleta as salas onde eu tenho ficado. Já teve dia até que eu voltei pra casa porque aparentemente ninguém precisava de mim em nenhuma aula!!! Mas eu já peguei algumas manhas e escolho onde eu vou ficar de acordo com o dia da semana, haha! Escolho pelas atividades do dia e dou um jeito de já estar na sala quando os alunos chegam, assim tem mais garantia de poder ficar lá.

Nessas eu tenho saído bem mais, porque ai escolho salas que eu sei que vão sair pra fazer a compra da semana. O dia passa muito mais rápido assim! E é uma atividade bem leve, as listas tem uns 4 itens só, é bem rápido. E como vamos no meio da semana, as lojas são bem vazias.

Tem também as saídas da casa, não tão frequentes, mas que sempre ajudam a passar o tempo. A mais divertido até agora foi um passeio na praia num domingo a noite, em que a casa do Henrique T. também foi, então foi como se estivéssemos trabalhando juntos! Mas também teve a saída fail, que a gente teve que voltar porque um dos alunos “atacou” a coordenadora. Porém esse dia foi ótimo pra mim, eu comecei mais cedo, e como teve a saída, tinha gente a mais na casa e eu fiquei fazendo trabalhos como arrumar a lavanderia, o armário de coisas de cama e banho e tirando os breaks ocasionais.

Alias, essa vida na Inglaterra tá me tornando a maior “Amélia”, nem minha mãe acreditaria na minha capacidade de organização! Começou com as louças, que eu não aguentava ver sendo lavadas tão porcamente, passou para a organização da casa (posso passar HORAS arrumando as coisas, quando tô nos quartos arrumo as gavetas, arrumo a lavanderia toda quando tenho tempo) e agora chegou na cozinha, que sempre foi meu ponto fraco. Nunca gostei de cozinhar porque não achava que fazia um trabalho decente (isso que dá ter mãe com mão boa pra cozinha), mas aqui eu vejo que o mínimo é o máximo, porque a cozinha na Inglaterra é mesmo uma tristeza sem fim. Antes de vir eu achava que era porque não tinha muita variedade de comidas, mas agora eu acho que é falta de vontade! Sério, as vezes eu acho que as pessoas vivem em grutas. Temos uma nova lunch time assistant que é vegana e o pessoal não tinha a menor idéia do que ela poderia comer! Acharam que massa podia, desde que fosse gluten free!!! Argh!!! Esse tipo de coisa, aliada ao fato de que eles comem muitos carboidratos simples, me fez voltar pra cozinha pra fazer minhas refeições, pelo menos pra continuar cabendo nas minhas roupas e ter o mínimo de alegria ao comer. Ai esses dias me senti corajosa o suficiente pra tentar fazer um bolo de cenoura de receita simples, mas um bolo de cenoura brasileiro. O bolo de cenoura daqui é feio e nada apetitoso, então resolvi mostrar porque é que eu gosto tanto de bolo de cenoura. Confesso que quase botei fogo no liquidificador e queimei a parte de cima do bolo, porém, com uma boa cobertura de chocolate o bolo foi um sucesso! Todo mundo gostou, inclusive o N., que é super bom de fazer bolo e adora um doce! Me senti vitoriosa, agora até ajudo mais na cozinha, tentando incrementar as refeições do fim de semana.

O bimestre acaba, mas não sem algumas comemorações. Essa semana teve o Candlemas, que é a celebração da volta da luz. No inverno a luz vai “enfraquecendo” e ela é “guardada” dentro de casa. No fim do inverno a luz volta a “ter força” e é “trazida pra fora” novamente. Eu nunca tinha participado de nenhuma celebração porque sempre calha de ser folga, mas dessa vez eu tava sem fazer nada  e o Junior me chamou pra ajudar a colocar as velas no quintal e eu fiquei pra ver como era. No fim “trabalhei” um pouco porque todos os alunos residentes no campus apareceram, e o SJ. deu uma leve “empacada” e pra ajudar a menina que tava com ele, eu chamei ele pra ir pro próximo jardim e ele foi de braço dado comigo até o fim. Foi bem legal pra conhecer, tem um que de tradições pagãs, mas é bem didático pros alunos marcarem a passagem do tempo enquanto estão aqui. Semana que vem tem “carnival” e Valentine’s Day. No “carnival” daqui a casa vai apresentar um musical. Não sei como estão os ensaios, mas esse quero ver com certeza!!!

Esse próximo break era pra eu trabalhar (alguns dos alunos ficam no campus mesmo nas “férias”), mas aparentemente eles tem gente o suficiente e os voluntários estão livrinhos da silva! Como foi avisado em cima da hora, tô sem planos, mas né, um break é sempre bem vindo, ainda mais de surpresa =)

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *